Faça parte dessa Tropa!

SEGURANÇA PRIVADA

Vigilante Inteligente
04 julho, 2012
No final   dos anos 60, em plena ditadura militar, os movimentos de esquerda, envolvendo políticos e sindicalistas cassados, estudantes e outros setores mais radicais que pregavam a luta armada como forma de derrubar o governo, passaram a praticar assaltos a bancos, visando financiar com os recursos arrecadados, as ações políticas daqueles movimentos.

Com a doença do general Costa e Silva, que ficou afastado da presidência e depois veio a falecer, os três ministros militares, passaram a dirigir o nosso país, em 1969. Em Novembro daquele ano, assinado pelos ministros militares, entrou em vigor o Decreto n. 1034, estabelecendo que o seguro dos assaltos só serão pagos se a instituição financeira possuir segurança própria ou contratada.

Como os bancos não queriam contratar diretamente os profissionais para fazer a segurança, porque seriam bancários, com bons salários, carga horária diária de seis horas e outros benefícios, preferiram contratar esses serviços através das empresas que estavam surgindo para aquela finalidade. Essas empresas tinham em suas direções militares da reserva, delegados de polícia aposentados e outros pequenos empresários, todos muito ligados aos dirigentes da ditadura.

As normas para funcionamento das empresas ficaram a cargo de cada Estado da Federação. No Rio (antigo Estado da Guanabara), coube à Secretaria de Segurança Pública essa tarefa. As empresas contratavam os vigilantes, que eram chamados de guardas de vigilância, davam o treinamento em suas sedes, e depois encaminhavam para a Academia de Polícia Civil para fazer a prova e no mesmo dia receber a ATA - que era um formulário padrão em que constava o nome do candidato, sua identidade e os espaços em branco para que os examinadores da Academia colocassem as notas, encaminhado pelas empresas. O exame psicotécnico era feito no mesmo dia, antes das provas de noções de direito, primeiros socorros, prevenção e combate a incêndio, defesa pessoal, tiro, organização policial, métodos e processo de vigilância. Havia ainda o exame de capacidade física que incluía uma corrida com saco nas costas. Aquela ata só servia para a empresa que deu o treinamento e encaminhou para a prova. Se mudasse de empresa era obrigado a fazer tudo de novo.


Antes da fusão dos Estados da Guanabara com o antigo Estado do Rio de Janeiro, em 1975, a situação das empresas e dos vigilantes, não era bem definida nas normas. Somente com a criação do novo Estado do Rio de Janeiro é que ficou melhor organizada essa atividade. A fiscalização das empresas cabia à DSOS, subordinada à Polícia Civil do Estado.

Com o crescimento do setor em todo Brasil, e com normas variadas nos Estados, em 1983, foi aprovada a Lei Federal n. 7.102, regulando as atividades da segurança privada em todo País. Surgia aí os cursos como empresas, as matérias com carga horária e todas as normas para o funcionamento das empresas e as atividades dos profissionais. 


Anônimo disse...

Motivação Sempre

Motivação, cumprimento de tarefas, deveres a serem cumpridas, metas alcançadas.

http://www.bookess.com/read/4580-prevencao-de-perdas-emmanuel-obra-completa/
Em 2008 implantei a metodologia “Prevenção de Perdas” na multinacional L M onde existia uma perda significante em torno de $ 4. No primeiro semestre caiu para $2.5 e no semestre seguinte tivemos um ganho de & 250.000.
A EFJ EDIÇÕES GLOBAL de minha propriedade fechou em Dezembro com a www.xinxill.com/EMMANUELFRANCISCOJUNIOR e em três meses os seus dois lançamentos foram um dos mais acessados em língua portuguesa neste que é um dos maiores Sites Culturais da Europa.
“A EFJ EDIÇÕES GLOBAL, assinou com o gigante americano” www.amazon.com/EMMANUELFRANCISCOJUNIOR, e em apenas um mês colocou seus dois maiores livros que mais crescem em todo o mundo, como um dos mais acessados.


http://www.amazon.com/CALL-ME-LENE-english-living/dp/1494877341/ref=sr_1_1?s=books&ie=UTF8&qid=1396007488&sr=1-1&keywords=EMMANUEL+FRANCISCO+JUNIOR


http://www.amazon.com/DETERMINATION-efj-emmanuel-francisco-junior/dp/1494878011/ref=sr_1_2?s=books&ie=UTF8&qid=1396671200&sr=1-2&keywords=EMMANUEL+FRANCISCO+JUNIOR
A EFJ EDIÇÕES GLOBAL assinou contrato com o gigante Brasileiro www.saraiva.com/EMMANUELFRANCISCOJUNIOR, colocando a editora saraiva em todos os países de língua portuguesa. Angola-Cabo Verde-Guiné -Bissau- Moçambique-Portugal-São Tomé e Príncipe e Timor Leste e Brasil. Hoje a Editora Saraiva jê é um referencial para os países de língua Portuguesa.

http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/7003798/chamam-me-lene-estou-vivendo-um-grande/?PAC_ID=122866


Determinação o pensamento positivo/lançamento mundial
http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/6985578/determinacao-o-pensamento-positivo/?PAC_ID=125981








http://www.bookess.com/read/4580-prevencao-de-perdas-emmanuel-obra-completa/

Quer motivar seus funcionários?
Quer que seus funcionários produzam mais?
Quer que as “Perdas” desapareçam de sua empresa?
Estamos a sua disposição. Podemos ajuda-los
Contate-nos emmanuelfranciscojunior@ymail.com
Telefone: Brasil: 21-22296510 Cel. 21-92394314
Atendemos em todo o Brasil.




Postar um comentário

Vagas no Seu Email

Vagas Aqui

 Vagas de Emprego